Coworking: Escolhe o melhor espaço para ti – Parte 2

Coworking: Escolhe o melhor espaço para ti – Parte 2

coworkingescolha2

Continuamos a texto anterior com a indicação de mais alguns pontos que deves analisar quando escolhes um espaço de Coworking para trabalhar

Deves ainda analisar:

Quais serviços essenciais que procuras num Coworking

Serviços como internet de alta velocidade, mesa e cadeiras confortáveis, recepção e até café devem estar disponíveis em todos os espaços de Coworking. Mas há alguns serviços que deves ter em conta e adicionar à tua lista quando procuras um espaço para trabalhar

  • Se trabalhas em conjunto com mais pessoas e tens de ter um espaço para desenvolveres os teus projectos procura saber se o espaço oferece escritórios privados e qual a sua capacidade.
  • É importante haver uma sala de reuniões que possas utilizar caso precises de te reunir com os teus clientes. Deves-te informar quais são as condições de utilização da mesma.
  • Se pretendes levar a tua comida para as tuas refeições é importante saber se o espaço está equipado com cozinha e quais as condições para a sua utilização. Caso não esteja ou prefiras comer fora informa-te sobre os restaurantes em redor do espaço.
  • Apesar do Coworking ser um espaço profissional e baseado na confiança a segurança é o aspecto mais importante a ter em conta. Deves verificar quais as medidas de segurança de que o espaço dispõe (se existe videovigilância, se o espaço tem algum tipo de seguro caso desapareça algum material, entre outros)
  • Sendo a maior parte dos utilizadores dos espaços de Coworking pessoas a trabalhar em regime de Freelancer os seus horários de trabalho variam de pessoa para pessoa. Deves-te informar qual o horário de funcionamento e se esse horário se adequa as tuas necessidades.
  • Alguns espaços de Coworking permitem que indiques aos teus – clientes a sua morada como o local onde está sediada a empresa o que pode ser uma mais-valia para ti. Também existem espaços que disponibilizam uma linha telefónica dedicada a cada empresa fazendo com que não seja necessária a utilização do teu número pessoal.
  • Uma vez que vais passar muito tempo nesse espaço é importante observares a decoração e o design do espaço para tentares perceber se te agrada ou não e se te vais conseguir adaptar. Também deves tentar perceber qual o número de pessoas que ocupam o escritório e qual o espaço disponível para cada uma delas. Quanto menos pessoas mais espaçoso e confortável é o espaço, menos barulho há, tornando-se deste modo um melhor ambiente para trabalhares. Um outro aspecto são as taxas extra cobradas pelos serviços utilizados. Pede uma tabela de preços para não seres apanhado de surpresa. Apesar de muitos espaços já oferecerem pacotes com tudo incluído negoceia antes de fechar o contrato, pois podes muitas vezes estar a pagar por serviços que podem não te interessar.

    A existência de outros espaços da marca noutras cidades

    Se a tua área faz com que tenhas de viajar em trabalho muito podes considerar este aspecto pois deste modo realizas as tuas reuniões num espaço em que confias. Se o Coworking fizer parte de um franchising verifica se o teu contrato te permite a utilização dos outros espaço da rede e se isso tem custos acrescidos.

    Preços e pagamento

    Antes de começares à procura é muito importante fazeres um orçamento e perceberes quanto queres ou podes pagar pelo aluguer do teu local de trabalho e o modo como o vais fazer. Deves apenas escolher aqueles que melhor se adaptam as tuas necessidades e orçamento pois de outro modo, o espaço até pode ter todas as condições, dificilmente te manterás lá por muito tempo. Relativamente ao modo como é realizado o pagamento (diário, mensal, trimestral, etc.) depende muito qual vai ser a tua escolha pois este aspecto varia de espaço para espaço. No entanto, se nunca trabalhaste num espaço de Coworking escolhe um em que possas pagar diariamente pois caso, não te adaptes pagas somente o tempo em que usufruíste do local e nada mais.

    Depois de realizada esta pequena análise deveras ter uma pequena lista de espaços que pensas corresponderem às tuas expectativas. Agora está na hora de pôr mãos à obra e contactar e visitar os espaços (se for possível a utilização por um dia sem pagar por isso aproveita) e tomar a decisão final. Se vires que nenhuma das hipoteses vai de encontro às tuas expectativas não mudes só por mudar. Espera mais um pouco e tenta mais tarde.

    Esperamos que este texto te ajude a fazer a escolha certa para que sejas feliz no Coworking

    Para (re) leres a PARTE 1

    Fontes:
    Escola Freenlance
    Coworking blog
    Link2U Coworking
    Natheia

    Partilhar: Facebook Twitter Pinterest Google Plus StumbleUpon Reddit RSS Email

    Artigos Relacionados

    Comentários